Curiosidades

Na Terra foi encontrado meteorito com 2,1 bilhões de anos de idade

www.space.com

Cientistas da Universidade do Novo México encontraram meteorito marciano no deserto do Saara.
A idade do corpo cósmico é superior a 2,1 bilhões de anos. Ele foi chamado de NWA 7034.

O meteorito pesando 320 gramas foi encontrado por beduínos em Marrocos, e depois vendido a um centro científico norte-americano. Esta é uma variedade especial de pedra, que foi formada pela erupção de um vulcão e sua interação com água.

A idade da pedra torna-a o segundo objeto mais antigo. O meteorito mais antigo Allan Hills foi descoberto na Antártida em 1984, sua idade é de 4,5 bilhões de anos.

fonte;http://portuguese.ruvr.ru/2013_01_04/Na-Terra-foi-encontrado-meteorito-com-2-1-bilhoes-de-anos-de-idade/

Arqueólogos Descobrem Cidade Mais Antiga da Europa

O sítio arqueológico. Foto: EFE

BULGÁRIA. Uma equipe de arqueólogos búlgaros encontrou os restos de uma cidade de 6,700 anos na região oriental do país, o quê qualificaria o achado como a mais antiga cidade européia.

O chefe das escavações, professor Vasil Nikolov, diz que a cidade pode ser datada entre 4,700 e 4,200 antes de Cristo: Esta é a mais antiga fortificação de pedra do período pré-histórico documentada até agora na Europa.

O trabalhos desenterraram paredes que medem entre 2 a 3 metros de espessura por 3 de altura, dimensionadas nestas proporções, provavelmente, para evitar assaltos ao mais precioso dos bens naquela época:o sal.

O sal tinha o valor que hoje tem o petróleo, por exemplo - comentou Nikolov lembrando que o sal era usado como moeda em um momento histórico em que o ouro e o cobre eram apenas símbolos de prestígio.

A Cidadela, situada há cerca de 50 km de Varna, o terceiro maior centro urbano da Bulgária, cidade litorânea às margens do Mar Negro, havia desenvolvido um comércio em larga escala que incluía o transporte do sal à grandes distâncias ao sul, onde o produto era trocado por alimentos e outras mercadorias.

Na cidade, edificações de casas de dois andares, algo extraordinário no período, mostra que ao menos 350 pessoas que habitavam a cidade desfrutavam de uma posição social de elite; eram ricos.

O sal era extraído de águas subterrâneas que jorram na superfície sendo recolhidas e grandes vasos onde, expostas à evaporação, deixavam como resíduo o precioso mineral. Especialistas acreditam que a cidade foi habitada por 500 anos e foi abandonada quando as fontes de sal, secaram.

A análise dos túmulos revelou rituais funerários peculiares: em alguns, foram encontrados somente a parte superior do corpo, tronco e braços, sem os membros inferiores. Em uma das sepulturas, havia um esqueleto com um osso preso na pélvis.

Vasil Nikolov lembrou, ainda, que em 1972, nesta mesma região, foram descobertas amostras de ouro e recuperados quase 3 mil objetos e jóias desse metal além de 300 túmulos cuja idade foi estimada em 6,400 anos.

FONTE: PÚNCHEV, Vladislav. Arqueólogos búlgaros afirman haber encontrado la ciudad más antigua de Europa.
VANGUARDIA, foi publicado em 10/10/2012.
[http://www.vanguardia.com.mx/arqueologosbulgarosafirmanhaberencontradolaciudadmasantiguadeeuropa-1391957.html]


Você sabe a diferença entre astecas, maias, incas e olmecas?

Conheça melhor essas civilizações antigas, que muitas vezes são confundidas pelas pessoas
Por Claudia Borges em 12/03/2014

Fonte da imagem: Shutterstock

Os maias, incas, astecas e olmecas foram algumas das maiores civilizações antigas da História. Porém, muitas pessoas confundem a origem desses povos que dominaram por muito tempo algumas regiões da América do Norte, Central e do Sul.

Os olmecas, por exemplo, são frequentemente esquecidos, e as outras civilizações são muitas vezes agrupadas de forma confusa como se fossem do mesmo local e época, mas todas elas são completamente diferentes entre si.

Em suma, os maias vieram antes, estabelecendo-se onde hoje fica o México com influências ainda em outros países vizinhos. Essa civilização foi uma cultura mesoamericana pré-colombiana notável por sua língua escrita, artes, arquitetura, matemática e sistemas astronômicos.


Fonte da imagem: Shutterstock

Em seguida, vieram os olmecas, que também viveram nesse mesmo território e por um período similar. Os cientistas acreditam que os maias e olmecas se influenciaram mutuamente.

Os olmecas não construíram nenhuma das grandes cidades, mas foram organizados e prósperos. Já o império inca desenvolveu-se na região da Cordilheira dos Andes, com maior predominância no Peru, mas se estendendo à Bolívia, Chile e Equador até 1.533.

Finalmente, a civilização que durou menos tempo foi a asteca, que dominou de 1.325 até 1.521 em alguns territórios mexicanos. Conheça agora mais detalhes de cada uma delas abaixo.
Maias

Fonte da imagem: Shutterstock

Os maias formaram uma das primeiras civilizações mesoamericanas da História (dividindo esse título com os olmecas), começando por volta de 2.600 antes de Cristo. Eles foram extremamente importantes por desenvolver um sistema de escrita eficiente com excelência.

Geralmente chamada de hieroglífica, por uma vaga semelhança com a escrita do antigo Egito, a escrita maia era uma combinação de símbolos fonéticos e ideogramas. Além disso, a arquitetura maia também se destacava.

Eles construíram a maior parte de suas grandes cidades entre os anos de 250 e 900 depois de Cristo, quando atingiram o seu mais elevado estado de desenvolvimento. As famosas cidades de Tikal, Palenque, Copán e Calakmul foram construídas por eles, ganhando ainda mais destaque pelos seus monumentos cheios de detalhes.

Os mais notáveis são as pirâmides feitas em seus centros religiosos, junto aos palácios de seus governantes. Outros restos arqueológicos muito importantes são as chamadas estelas (ou “tetun”), que são monólitos de proporções consideráveis que descrevem os governantes da época e eventos, que foram gravados em caracteres hieroglíficos.

Fonte da imagem: Shutterstock

Em se tratando de território, a civilização maia abrangeu a região central do México, além de áreas da Guatemala, El Salvador, Belize e Honduras. Apesar de serem considerados como a primeira civilização, os maias realmente só ascenderam ao poder nos últimos anos após a adoção de grande parte de sua cultura pela civilização olmeca mais jovem.

A civilização maia sobreviveu por séculos, sendo governada por reis e sacerdotes, e não foi exterminada como algumas das outras culturas — nem na época do declínio no período clássico, nem com a chegada dos conquistadores espanhóis —, mas aos poucos se dissipou.
Olmecas

Fonte da imagem: Reprodução/Wikipedia

Os olmecas surgiram pouco tempo depois dos maias — civilização que, apesar de mais antiga, foi influenciada por eles. Os olmecas estabeleceram-se por volta de 1.400 antes de Cristo e perduraram por cerca de mil anos, ocupando um território razoavelmente grande do México, próximo de onde hoje estão localizados os estados de Veracruz e Tabasco.

Não se sabe exatamente o que provocou a eventual extinção da cultura olmeca. Sabe-se que entre 400 e 350 antes de Cristo, a população decresceu fortemente, talvez devido a fatores ambientais. No entanto, eles deixaram muito conhecimento para as culturas futuras.

Assim como os maias, eles eram bons agricultores, artistas, matemáticos e astrônomos. Eles também escreviam em hieróglifos, como fez a maioria das culturas que os sucederam. Mesmo sendo uma civilização grande que existiu por bastante tempo, os olmecas nunca construíram quaisquer grandes cidades, apenas alguns monumentos que desapareceram com o tempo.

Seu mais famoso legado é o mistério das cabeças olmecas — conhecidas também como cabeças colossais —, que são imensas e feitas de pedra, tendo cerca de três metros de altura e se assemelhando com guerreiros africanos. Essas cabeças impressionantes têm sido temas de muita especulação e até hoje já foram encontradas 17 delas.
Incas

Fonte da imagem: Shutterstock

Os incas viveram aproximadamente de 3.000 antes de Cristo a 1.533 depois de Cristo, com mais abrangência no Peru, além de influenciar territórios do norte do Chile, Bolívia e Equador, nas regiões dominadas pela Cordilheira dos Andes.

Apesar de ser antiga, a sociedade inca desenvolveu-se com mais força a partir do século XII, englobando uma série de povos no decorrer de um longo processo. No século XIV, em seu auge, encontravam-se sob o poder inca cerca de 20 milhões de pessoas nos territórios citados acima. Este poder era centralizado na figura de um soberano, denominado inca ("o filho do sol"), que era considerado quase um deus.

Fonte da imagem: Shutterstock

Falando em religião, os incas eram politeístas, ou seja, acreditavam em vários deuses como o trovão, a chuva, a Lua e o Sol. Além disso, eles sacrificavam animais e humanos em honra aos deuses que cultuavam e para grandes ocasiões, como nas sucessões imperiais. A capital do império inca fica onde está a atual cidade de Cusco, onde havia o maior templo de culto ao deus Sol, o principal dessa civilização.

É do império inca um dos mais buscados destinos da América do Sul: Machu Picchu, no Peru, que foi construída no século XV sob as ordens de Pachacuti. O local é, provavelmente, o símbolo mais típico do império inca. Porém, vale ressaltar que apenas cerca de 30% da cidade é de construção original, o restante foi reconstruído.
Astecas

Fonte da imagem: Shutterstock

Esta é a mais “jovem” das civilizações descritas neste artigo e sua história durou um período bem mais curto. Tudo começou quando o controle político do populoso e fértil vale do México ficou confuso após 1.100 depois de Cristo. Gradualmente, os astecas, que eram uma tribo do norte, assumiram o poder depois de 1.200.

Eles eram um povo indígena pertencente ao grupo nahua e também eram chamados de mexicas (daí México). Os astecas fundaram sua maior cidade, Tenochtitlan, no ano de 1.325, sendo que ela foi construída em uma ilha em um lago mexicano chamado Texcoco. Eles gradualmente conquistaram o restante da área, até que em 1521 o território foi tomado por invasores espanhóis.

Os astecas atingiram um alto grau de desenvolvimento tecnológico e cultural, organizando-se em diversas classes sociais, tais como nobres, sacerdotes, guerreiros, comerciantes e escravos. Eles possuíam uma escrita pictográfica e dois calendários (astronômico e litúrgico). No entanto, embora eles não fossem tão avançados como os incas, eles tinham um calendário de 365 dias e também usavam hieróglifos.

* * *

A história dessas civilizações ainda vai muito além com riquíssimos detalhes sobre as tradições, costumes, cidades, monumentos e muitos outros fatores. Porém, seria impossível contá-los todos em um só artigo.

De qualquer forma, nós do Mega Curioso quisemos esclarecer um pouquinho das trajetórias dessas culturas que contribuíram para o desenvolvimento das Américas. E, conte para nós, você gostaria de ter vivido em alguma delas?

FonteKnowledge Nuts Civilização Antiga Wikipedia InfoEscola

http://www.megacurioso.com.br/historia-e-geografia/42384-voce-sabe-a-diferenca-entre-astecas-maias-incas-e-olmecas-.htm


"Monstro" marinho encontrado em praia espanhol

© YouTube
Em uma praia de Espanha, foi encontrada uma criatura morta desconhecida com cerca de quatro metros de comprimento, escreve o The Daily Mail.
A descoberta foi feita em Villaricos por uma mulher, cujo nome não foi divulgado. Junto a esse animal foram encontrados chifres, cuja natureza é desconhecida.
Os especialistas do Departamento de Proteção da Vida Marinha não conseguiram determinar de que  espécie biológica se trata.
Os cientistas sugeriram que o "monstro" pode ser o rei de arenques (um peixe de águas profundas que pode atingir 5 metros de comprimento; o corpo desse peixe é plano) ou os restos de um tubarão: possivelmente, o próprio peixe já se decompôs, mas a espinha ainda não.
Em breve, essa criatura estranha será enterrada para evitar uma possível propagação da infecção.
Regra geral, todos esses "monstros" são criaturas conhecidas pela ciência. Geralmente, as análises provam que os processos de decomposição ou uma doença que tenha precedido a morte desses animais mudaram drasticamente sua aparência.

© www.nydailynews.com
fonte: http://portuguese.ruvr.ru/news/2013_08_24/Monstro-marinho-encontrado-em-praia-espanhola-1654/

Sobre a Consciência das Estrelas


FROSTY LION ̶ Esta é uma formação cósmica identificada como IRAS 09371+1212 ou Nebulosa Gelada de Leo, em imagem obtida pelo Telescópio Hubble Space. Rica em gelo, está situada na constelação de Leo (Leão).

A nebulosa, em termos astrofísicos é uma nuvem de poeira e gás protoplanetária formada a partir de matéria expelida por uma estrela central, nesse caso, uma estrela semelhante ao Sol do sistema solar ao qual pertence o planeta Terra.

A expressão protoplanetária significa que esta nuvem de poeira cósmica, ao longo de uma eternidade de movimento giratório, tendo suas partículas submetidas à uma força de atração gravitacional, no futuro, poderão formar um corpo coeso, esferóide, um planeta.

Todavia, isso que os homens vêem como uma nuvem de poeira poderia ser, em outra concepção uma entidade de matéria sutil, etérica.

Um espírito cósmico primordial habitando e animando um corpo astral que, um dia, virá se tornar um corpo de matéria densa que será humanamente identificado como um planeta e entendido, de acordo com a ciência acadêmica, como um objeto sem vida, um globo de matéria bruta.

IMAGEM: ESA/NASA/National Geographic.
Publicado em 09/12/2011. Acessado em 23/08/2012. [http://news.nationalgeographic.com/news/2011/12/pictures/111209-best-space-pictures-full-moon-sun-black-holes-173/#/space173-leo-nebula-hubble_45520_600x450.jpg]


Depois de um longo período, que os cientistas entenderam como de uma quietude anormal, o Sol, em 17 de maio, desencadeou uma tempestade solar. Porém, o que está causando espanto entre os astrofísicos é o que está acontecendo com a Terra.

Os monitores neutrais de todo o mundo agitam-se pela primeira vez em seis anos. As luzes estão acesas apesar da atividade solar ser considerada uma M-Class, ou seja, uma tempestade moderada. O indicadores neutrais estão informando é algo que não deveria estar acontecendo porque significa que o planeta parece estar respondendo aos rompantes solares. A Terra está pulsando em correspondência com o Sol.

A idéia de que os corpos celestes são seres sencientes (ainda) não faz sentido para a ciência acadêmica. Porém, para as tradições religiões mais antigas e para as ciências ocultas considera essa seriamente essa possibilidade. 

Para um cientista ortodoxo, a afirmação de que o Sol, por exemplo, tem consciência de si mesmo e uma vontade própria é um pensamento primitivo e animista, há muito superado pelos avanços do conhecimento astrofísico...

A maioria das religiões antigas concebe a Natureza como um ser inteligente, os planetas, como criaturas inteligentes, dotadas de pulsação, com as quais é possível estabelecer comunicação. A Natureza é vista como um Grande Mãe que proporciona tanto o alimento material quanto o espiritual e as almas [os espíritos] seriam, então, como ramos de uma árvore invisível cuja raiz está no centro de todas as coisas...

Sobre Estrelas, Planetas e outros corpos Celestes serem criaturas vivas e conscientes, Ensina a filosofia esotérica: 

...tudo o que vive é consciente... Considera-se ...a vida como única forma  de existência... as coisas dotadas de movimento são coisas vivas, quer se trate de átomos ou de planetas. ) ...O Nous que faz mover a matéria é... imanente em todos os átomos, manifestada no homem, latente na pedra... 

Muitos pensadores esotéricos acreditam que os espíritos que habitam as estrelas são aquelas entidades que as tradições religiosas identificam como Anjos. Assim como o corpo humano é "habitado" e animado por um espírito, também os astros possuem individualidades espirituais. A matéria que compõe uma estrela, um planeta, um cometa seria, então, simplesmente o corpo de um ser vivo dotado de consciência. 

TEORIAS

Em A Física dos Anjos, o biólogo inglês, Rupert Sheldrake ̶ um dos pioneiros em novos paradigmas (modelos) de ciência e o teólogo Matthew Fox (ex-dominicano católico e atualmente padre da Igreja Episcopal  ̶  escrevem:

Nossa abordagem para um novo paradigma científico (não mecânico) consiste na idéia na idéia do Universo como um organismo vivo. O Big Bang descreve a origem do Universo como uma unidade [superdensa] e indiferenciada. [A partir de determinado momento  ̶  que é o Fiat Lux da Bíblia judaico-cristã] ... o Universo evolui, diferencia-se em infinitas formas e estruturas. Isso se parece muito mais com um organismo do quê com uma máquina.

A antiga idéia da Terra como um corpo celeste morto [ou bruto] há muito divide espaço com a teoria de Gaia, a idéia da Terra como um ser vivente que faz parte de um Universo que evolui criativamente...

[Considerando essa hipótese cabe - então investigar] ...Se o Universo está vivo, se os sistemas solares, as galáxias, os planetas são seres vivos, também são conscientes? Ou estão vivos mas não têm consciência [de si mesmos] como uma bactéria, que é um ser vivo mas que [supomos] não tem consciência de si mesma?... Será que os seres humanos são os seres mais conscientes que existem no Universo?

A ciência (ortodoxa) diz que sim. Mas eu acho essa hipótese muito improvável. Se admitimos a idéia de formas diferentes de consciência, se uma galáxia tem vida e consciência [em si mesma], então essa consciência pode ser muito maior ou superior que a consciência humana; maior em extensão de conhecimento, maior em [quantidade de] energia disponível [para agir]...

A DIFERENÇA ENTRE O EU & A PERSONALIDADE

Admitir a existência de uma Consciência Cósmica ou - ainda, de consciência em diferentes seres e formas  de vida, mesmo aqueles que parecem inconscientes ou brutos (mortos), implica considerar que o Eu, não não é sinônimo de uma personalidade.

A auto-identificação com uma Personalidade é passageira, é um condicionamento; o sentimento consciente do EU seria, então algo permanente na idéia de Eternidade. A Personalidade é o quê os Espíritas e Teósofos chamam daquilo que - aqui definimos como - percepção efêmera de uma só vida de um espírito encarnado.

Isto é, a consciência que homem tem de ser alguém com um determinado histórico: nome, filiação, nacionalidade, uma cultura específica que somente são referências na vida presente; mas não são, pertinentes à existência desse espírito que existe muito além de uma só vida.

O sentimento de "Eu" que as pessoas identificam com a consciência de uma identidade, o self, o "saber de si mesmo", seria - então, na verdade, um fenômeno superior à Personalidade. A Personalidade de uma vida humana perde o sentido com a morte do corpo físico. O EU permanece para em uma existência que vai muito além e comporta muitas outras experiências de Vida.

A Consciência é uma propriedade fundamental presente em Todo o Universo. A personalidade é uma das formas de auto-percepção. Ou seja, a auto-percepção não é, necessariamente dependente de uma Personalidade.

CONSCIÊNCIA CÓSMICA

Em A Física dos Anjos, o biólogo inglês, Rupert Sheldrake ̶ um dos pioneiros em novos paradigmas (modelos) de ciência e o teólogo Matthew Fox (ex-dominicano católico e atualmente padre da Igreja Episcopal  ̶  escrevem:

Nossa abordagem para um novo paradigma científico (não mecânico) consiste na idéia na idéia do Universo como um organismo vivo. O Big Bang descreve a origem do Universo como uma unidade [superdensa] e indiferenciada. [A partir de determinado momento  ̶  que é o Fiat Lux da Bíblia judaico-cristã] ... o Universo evolui, diferencia-se em infinitas formas e estruturas. Isso se parece muito mais com um organismo do quê com uma máquina.

A antiga idéia da Terra como um corpo celeste morto [ou bruto] há muito divide espaço com a teoria de Gaia, a idéia da Terra como um ser vivente que faz parte de um Universo que evolui criativamente...

[Considerando essa hipótese cabe - então investigar] ...Se o Universo está vivo, se os sistemas solares, as galáxias, os planetas são seres vivos, também são conscientes? Ou estão vivos mas não têm consciência [de si mesmos] como uma bactéria, que é um ser vivo mas que [supomos] não tem consciência de si mesma?... Será que os seres humanos são os seres mais conscientes que existem no Universo?

A ciência (ortodoxa) diz que sim. Mas eu acho essa hipótese muito improvável. Se admitimos a idéia de formas diferentes de consciência, se uma galáxia tem vida e consciência [em si mesma], então essa consciência pode ser muito maior ou superior que a consciência humana; maior em extensão de conhecimento, maior em [quantidade de] energia disponível [para agir]...

A VERDADE MITOLÓGICA

A maioria das religiões antigas concebe a Natureza como um ser inteligente, os planetas, como criaturas inteligentes, dotadas de pulsação, com as quais é possível estabelecer comunicação. A Natureza é vista como um Grande Mãe que proporciona tanto o alimento material quanto o espiritual e as almas [os espíritos] seriam, então, como ramos de uma árvore invisível cuja raiz está no centro de todas as coisas.

A filosofia gnóstica concebe este planeta como manifestação de uma deusa: Sophia ou Gaia Sophia; e o sistema Solar como a "encarnação" ̶  ou corporificação de seres tutelares chamados Arcontes. De tal modo, os planetas são Arcontes. As estrelas também. Ou seja, os astros seriam corpos animados por Espíritos.



A Astrofísica Ocultista milenar documentada pela Ciência atual. Foram manchetes do século XXI:

* Em setembro de 2010, NASA FLAGRA ESTRELA ENGOLINDO PLANETA: O telescópio Chandra, da Nasa, captou o momento que a estrela BP Piscium engoliu um planeta ou uma estrela, os astrônomos não sabem ao certo. Os disco e a poeira em volta da BP seriam o que restou do planeta. O astro fica a mil anos luz da Terra e já teve o tamanho equivalente ao do Sol. O flagrante vai contribuir para os estudos sobre a interação entre planetas e a maneira como eles envelhecem. Na foto, à direita, a BP Piscium vista no telescópio. BNAD, publicado em 14/09/2010. 



Em 26 de julho de 2012. Capturada pelo ESO - European Southern Observatory (Observatório Europeu do Sul), instalado no Chile, a imagem mostra uma estrela tipo-O (O-type star), muitíssimo quentes, dotadas de enorme massa e brilho. No caso acima, a O-type é a esfera menor, muito mais poderosa que a maior, essas estrelas têm vida curta e violenta e são protagonistas de fenômenos extremos. Como o vampirismo estelar. A O-type está sugando matéria da superfície de sua vizinha, maior.

A estrela vampiro. mais jovem, não somente prolonga a própria vida como cresce à medida em que se alimenta. Ela vai "viver" mais que a outra, mais velha e que vai morrer mais cedo por causa do parasitismo que está sofrendo, o que somente é possível por causa da proximidade entre as duas.  (WREN/DAILY MAIL, 2012)

Nessa interação dos astros de atração e repulsão,muitas vezes, os Egrégoros têm colidido uns contra os outros, devorado uns aos outros ou, ainda interferido na Natureza biofísica e química uns dos outros.

Assim se explicam  as convulsões planetárias que devoram populações... Os astros agem e reagem uns sobre os outros; seu equilíbrio [resulta]de laços de amor e esforços de ódio. Às vezes, a resistência de uma estrela se rompe e ela é atraída para um sol que a devora. Astros amantes se aproximam e dão luz a novas estrelas... Há estrelas que são irmãs, outras há que são rivais... Os astros agem e reagem sobre  uns sobre os outros... (LEVI,2007 - p 157/158).

Eliphas Levi admite, portanto, a comunicação entre os corpos celestes através de uma linguagem de emissões de luz e pulsações eletromagnéticas produzidas conscientemente. Muito recentemente, em junho de 2012, os jornais publicaram uma notícia astro fisicamente estranha para a Ciência acadêmica: Os monitores neutrais (de nêutrons e neutrinos) de todo o mundo iluminaram-se. A Terra está pulsando e, segundo os cientistas, ISSO NÃO É NORMAL...

Nota do Autor do Blog No Ensino Secreto do Budismo Diz que a uma consciência em Tudo que há e que muitos confundem com Deus...
Mas aí é que está o erro!... esta claro... Essa consciência não pode ser fantasia, ela é real e invisível aos olhos... porém presente para os que a percebem...
Para mim é a maior Prova de que a um ser... uma consciência, Deus...pensem se existe uma consciência por de traz de tudo ela tem princípios, conceitos (consciência).....não é algo e pronto.
Me desculpem os budistas mas ta na cara e não veem!  

FONTE: WAUGH, Rob. Last month's solar flare created a mysterious pulse on Earth that seemed to 'answer' sun's blast.
DAILY MAIL, publicado em 01/06/2012.
IN http://sofadasala-noticias.blogspot.com.br/2012/06/estranha-pulsacao-terra-em-resposta-as.html


DESCOBERTO DINOSSAURO MAIS ANTIGO DA TERRA QUE TERIA VIVIDO HÁ 245 MILHÕES DE ANOS


Pesquisadores encontraram o que pode ser o mais antigo dinossauro que já caminhou sobre a face da Terra. O misterioso fóssil, até então escondido por décadas nos corredores do Museu de História Natural de Londres, foi identificado como um dinossauro que viveu há aproximadamente 245 milhões de anos, ou seja, 10 a 15 milhões de anos antes do que o fóssil mais antigo já descoberto.

O animal, do tamanho aproximado de um cachorro labrador, foi batizado de Nyasasaurus parringtoni por conta do seu local de descoberta, o Lago Nyasa, no sul da África (hoje chamado Lago Malawi) e também por causa do pesquisador Rex Parrington, da Universidade de Cambridge, que recolheu o fóssil nas proximidades do lago na década de 30.

O fóssil foi analisado por pesquisadores nos anos 50, mas nenhum estudo conclusivo chegou a ser publicado. Desta maneira, os fragmentos encontrados seguiram um mistério para os pesquisadores até que, recentemente, algumas de suas características foram comparadas com as de uma amostra similar do Museu Iziko, na Cidade do Cabo, na África do Sul.

De acordo com os pesquisadores, os fragmentos do Nyasasaurus indicam que seus ossos do braço e quadril possuem características únicas dos dinossauros. Com isso, foi se tornando cada vez mais real a possibilidade de que os cientistas estavam diante de um animal próximo à origem dos dinossauros. Os pesquisadores acreditam que este dinossauro ficava de pé, media de dois a três metros de comprimento da cabeça à cauda e pesava entre 20 e 60 quilos.

Quando vivo, este dinossauro teria habitado a área da Pangeia do sul, que compreendia a África, América do Sul, Antártida e Austrália. O estudo sobre este animal foi publicado na revista Biology Letters.

Artigo relacionado

Biology Letters
Fonte: The History Channel


Marte Abitado No Passado?


Esse terreno, que mais parece uma parte do Deserto do Atacama, no Chile, é uma paisagem marciana que, segundo cientistas, indica que há algum tempo atrás o planeta vermelho pode ter sido habitado.
Hoje nenhum tipo de vida que conhecemos poderia habitar Marte porque um dos ingredientes principais para isso, a água líquida (como você pode ter imaginado), simplesmente não existe no planeta.
No entanto, mesmo com evidências de que algum dia Marte pudesse ter abrigado água líquida, é possível que a substância fosse ácida demais para o desenvolvimento da vida.
Mas evidências coletadas por uma sonda mostram que o cenário da foto pode não ser tão ácido quando o resto do planeta. E as rochas na parte superior da foto mostram que água líquida pode ter corrido no local. Logo, algumas partes de Marte poderiam ter sido habitáveis no passado.
Uma maior análise do local, conhecido como “Campo Comanche” será feita. [Nasa]





Talvez o próprio homem seja habitante de marte depois de ter destruído esse planeta; alguns poucos sobreviventes tenham se lançado ao espaço em busca de um novo lar e encontraram a terra.
A qual estão destruindo também.
O que você acha disso?

Fonte: Internet, Google



BÍBLIA DE 1500 ANOS É ENCONTRADA NA TURQUIA


Exemplar da Bíblia com aproximadamente 1500 anos foi encontrado na Turquia e esta atualmente de posse de um museu local. As autoridades vão restaurar e analisar para poder expor ao público com mais informações.


Tem 1500 anos e é uma das mais antigas bíblias do mundo. A descoberta foi feita na Turquia depois de a polícia ter desmantelado uma rede de venda ilegal de antiguidades em 2000.


Desde então a bíblia, escrita em folhas de couro e que de acordo com os peritos é inteiramente original, foi mantida durante vários anos num cofre-forte de Ancara até ter sido entregue ao Museu Etnográfico de Ancara. A instituição deverá agora restaurá-la para em seguida ser exposta ao público.
O documento, que está avaliado em perto de 20 milhões de euros, é inteiramente escrito em siríaco um dialeto do aramaico, língua que terá sido falada por Jesus Cristo.


São muitas as vozes que afirmam que esta versão da bíblia é o controverso Evangelho de Barnabé, que contradiz o Novo Testamento e aproxima-se da visão de Jesus da religião islâmica.
O Vaticano já pediu às autoridades turcas para analisar o documento.

video:Abraosseus Olhos
S1 Notícias
Com informações do inforgospel e Euro News


CEMITÉRIO DE MAMUTES É ENCONTRADO EM MINA DE CARVÃO NA SÉRVIA


Ciência - Cemitério de mamutes é encontrado em mina de carvão na Sérvia

Um cemitério de mamutes foi encontrado por arqueólogos na Sérvia. As ossadas foram achadas dentro de uma mina de carvão em Kostolac, a lesta da capital Belgrado, depois de um temporal. As primeiras escavações indicam que há pelo menos cinco animais pré-históricos.
O diretor do parque arqueológico Viminacium, Miomir Korac, diz que existem milhões de fragmentos de mamutes pelo planeta, mas dificilmente eles são encontrados com tanta facilidade. Os fósseis recém-descobertos provavelmente pertencem a uma espécie de mamute peludo, que teria desaparecido da Terra há cerca de dez mil anos.
Ao lado dos vestígios de paquidermes, também foram vistos túmulos romanos. Os especialistas sérvios convocaram colegas da Alemanha e da França para contribuir nas escavações, que ainda devem durar vários meses.






“Fóssil, nomeado de fóssil do dragão China”, foram exibidos recentemente no antigo museu dos fósseis da vida de Xinwei de Anshun, Guizhou na China.

Quando os arqueólogos descascaram primeiramente a argila fora do fóssil, encontraram que o dragão teve um par de chifres acima de sua cabeça e a forma do dragão era muito parecida com o animal legendário descrito frequentemente nos livros e nas histórias.
Os dragões apareceram frequentemente em legendas chinesas.
O dragão com os dois chifres em sua cabeça é considerado como um totem.
O totem primeiramente foi inventado por antepassados chineses e adorado pelo povo chinês.

Consequentemente o povo chinês é chamado igualmente “descendente do dragão”.
Por muito tempo, os cientistas pensaram que o dragão era um animal imaginário que existia somente nas histórias.
O fóssil do dragão foi encontrado no condado de Guanling, cidade de Anshun, em 1996, e foi mantido em umas boas condições.
É medido 7.6 metros de comprimento.
Sua cabeça tem 76 centímetros de comprimento e a garganta tem 54 centímetros de comprimento.
O corpo é 2.7 metros de comprimento e nos 68 centímetros de largura, e a cauda tem 3.7 metros de comprimento.

A cabeça do dragão está em uma forma do triângulo.
Sua boca tem 43 centímetros de comprimento.
A peça a mais larga da cabeça tem 32 centímetros de comprimento.
Os chifres projetam-se da peça a mais larga da cabeça, e têm-se simétricos e 27 centímetros de comprimento.

Um pouco é curvado e inclinado, que faz o olhar fóssil muito como o dragão legendário.
O dragão da China era um animal  réptil que viveu no oceano no período Triássico aproximadamente 200 milhão anos há. Era um anfíbio.

Passou a maioria de seu tempo que vive na água, embora às vezes andasse na terra. Igualmente colocou ovos na terra.
O animal alimentava-se peixes e de animais pequenos.
Esta é a primeira vez que China encontrou um dragão fóssil com um par de chifres.
Sua descoberta fornece evidências para mostrar que os dragões poderiam realmente ter chifres.
O fóssil fornece a informação científica importante para que os povos sigam a origem do legendário dragão chinês.

Autor: Sun Tzu editor sênior para a Ásia, Japão, Hong Kong, China, e Coreia.


Área em Marte pode abrigar criaturas fossilizadas




Pesquisadores identificaram rochas que poderiam ter sido formas de vida marcianas há muito tempo atrás. A equipe de cientistas estava analisando a área conhecida como Nili Fossae quando fez a descoberta.

O trabalho deles revelou que a área é muito similar a uma região da Austrália, onde algumas das mais antigas evidências do início vida na Terra foram encontradas, preservadas em forma mineral.

Os cientistas, do Instituto de Pesquisa de Inteligência Extraterrestre (Seti, na sigla em inglês) nos Estados Unidos, acreditam que o mesmo processo hidrotermal que acontece na Terra quando os fósseis são preservados poderia ter acontecido nesse local de Marte. As rochas “suspeitas” possuem mais de 4 bilhões de anos de idade.

Quando os cientistas descobriram carbonato nessas rochas em 2008 a comunidade científica ficou extasiada. Carbonato é, basicamente, a substância que é resultante da decomposição de material orgânico (vivo). E, por muito tempo, acreditou-se que essa substância provava que o planeta vermelho, algum dia, abrigou vida.

Nessa nova pesquisa, os cientistas do Seti levaram o estudo de carbonato em Marte um passo adiante. Adrian Brown, um dos pesquisadores responsáveis pela descoberta, usou luz infravermelha de um satélite da Nasa que orbita Marte para analisar melhor as rochas. Segundo o cientista, foram encontrados formatos na rocha chamados “stromatolitos” que só poderiam ter sido formados se micróbios agissem no material. Brown afirma que apenas criaturas vivas poderiam ter deixado esse tipo de rastro, já que não há nenhum processo geológico conhecido que conseguiria produzir o mesmo efeito.

A região de Nili Fossae deve ser visitada por uma sonda na Nasa, que pousará em Marte em 2011 e, só então, com uma melhor análise do material, a descoberta de fósseis marcianos poderá ser confirmada.

[BBC]

Qual será o livro mais vendido?

O livro mais vendido no mundo é a Bíblia tendo aproximadamente 6.000.000.000 de cópias vendidas!!!
                                                                         image fonte;www.belasmensagens.com.br


Rã-da-floresta ou rã-do-bosque volta a vida depois de congelada

                                                                          image fonte;blogbrasilacademico.com

A Rã-da-floresta (Rana Sylvatica) quando a temperatura cai aos niveis de congelamento o figado da rã começa a converter glicogênio em glicose que age como anticongelante, suas células irão suportar até 8 graus negativos(-8 C), mas os fluidos do corpo da rã cerca de 65% transforma-se em gelo e os orgãos privados do sangue ficam inativos, até os globos oculares e o cérebro congelam. Podem ficar semanas assim!

Quando volta a esquentar o coração da rã volta a bombear sangue com coagulantes para o corpo. Essa rã vive no Canadá e Alasca.


A cobra mais longa


A cobra mais longa Python-A mais longa de todas as cobras é provavelmente a python que mora no Sudeste da Ásia. Pode crescer até 10 metros- equivale ao comprimento de 6 humanos adultos.
fonte:www.saudeanimal.com.br


O animal que corre mais rápido




O animal que corre mais rápido Guepardo- Este felino pode correr até 110 km por hora. Mas, ele só consegue correr esta velocidade em distâncias curtas, aproximadamente 4 quarterões.
fonte:www.saudeanimal.com.br


Chances de ser atingido por um Meteorito



Apesar das chances de ser atingido por um meteorito serem bem pequenas, existem alguns casos documentados; Em 21 de junho de 1994, Jose Martin, da Espanha, estava dirigindo com sua esposa perto de Madrid, quando um meteoro de 1,4 quilogramas bateu em seu pará-brisa, inclinando a roda dianteira e parando no assento traseiro. Martin teve um dedo quebrado enquanto sua esposa saiu ilesa.
fonte:www.24hrsnarede.com


Chances de ser atingido por um meteorito



A maioria dos icebergs é de aguá doce causados pelas geleiras do continente. Alguns icebergs da aguá do mar existem - e são verdes. Quando um iceberg pega aguá do mar, cria listras verdes. A aguá normal congela mais rápido em um iceberg podendo causar listras azuis.
fonte:www.24hrsnanet.com


Planta que come carne!

                                                     a planta no momento do ataque ao pássaro(foto BBC) 

Das 500 espécies de plantas carnívoras que existem, apenas 1 pode ser considerada realmente Carnívora, nephentes rajah, ela se encontra na Indonésia e come pequenos pássaros, lagarto, sapos e outros animais pequenos.
fonte:blogdosgoiabas.blogspot.com.br


Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...